Erros que comprometem a qualidade dos textos

5 erros que comprometem a qualidade dos textos web para você evitar!

Acompanhando a saga de diversos redatores, percebi que muitos deles não entendiam como seus artigos não conseguiam um bom desempenho no meio digital, ou até pior, como era o caso de diversos freelancers tendo o texto reprovado. Mas não porque escreviam mal, muito pelo contrário. Vi casos de ótimos redatores, com excelente escrita e habilidade para estruturar ideias com poucos.

Acompanhando a saga de diversos redatores, percebi que muitos deles não entendiam como seus artigos não conseguiam um bom desempenho no meio digital, ou até pior, como era o caso de diversos freelancers tendo o texto reprovado. Mas não porque escreviam mal, muito pelo contrário. Vi casos de ótimos redatores, com excelente escrita e habilidade para estruturar ideias com poucos.

Acontece que para escrever para a Web, a coisa muda um pouco de figura e algumas coisas se tornam mais importantes na hora da construção do conteúdo. Pensando nisso, listei aqui alguns motivos-chave que comprometem a qualidade do seu texto Web, que vocês podem acompanhar agora:

Não conhecer a persona em foco

O seu texto está ótimo, bem escrito e estruturado. Com jargões de negócios e algumas palavras que sua mãe adoraria que você repetisse perto das amigas para dizer: “tá vendo o quão culto é meu filho?”.

Seria um ótimo artigo realmente, se ele não estivesse sendo direcionado para um jovem e leigo no assunto, cujo o objetivo é somente se informar sobre “controle financeiro” para colocar suas finanças pessoais em ordem.

Um bom redator web é aquele que entende a persona para quem está escrevendo, conseguindo se adaptar a ela e aos seus problemas, para que o que está escrito faça mais sentido para o leitor e dialogue com ele.

Não definir a palavra-chave antes de começar

A palavra-chave é um dos elementos mais importantes de um artigo online, sendo ela que resume a ideia central do conteúdo, sem falar na sua importância para os buscadores.

Ao começar a escrever um artigo sem tê-la em mente, você está arriscando não somente deixar de colocá-la, o que já é muito grave, mas também deixar de responder ao questionamento do usuário.

Pois ao definir “Controle financeiro para universitários”, você sabe que este é o problema central que precisa ser resolvido, e que esta keyword deve constar no título (afinal, é isso irá chamar a atenção da pessoa), e ao longo do texto.

Portanto, assim que definí-la, não se esqueça de colocá-la no título e no primeiro parágrafo, por 2 motivos:

  1. Para que o leitor perceba rapidamente que o conteúdo que ele está vendo está diretamente ligado com o que foi procurado por ele;
  2. Para que os buscadores saibam rapidamente do que se trata o seu conteúdo e sua relevância para o que o usuário está buscando.

Não focar em solucionar o problema do leitor

Toda forma de conteúdo tem como objetivo solucionar algum problema. Até mesmo vídeos de gatinhos tocando teclado tem essa missão, que no caso é acabar com o tédio, melhorar humor, ou algo do tipo. E para o seu artigo isso não seria diferente – quer dizer, o problema será!

Mas o que não muda é o fato de que deve ser apresentada uma solução real para o questionamento/problema do leitor, afinal de contas, é isso que ele está procurando. Então, como disse acima, lembre-se da palavra-chave, no briefing da tarefa e veja se o que você escreveu realmente resolve este problema.

Não adianta um texto bem escrito que não resolva o problema do leitor. Por melhor que seja, se ele não for solucionado, a qualidade do seu texto certamente está comprometida. Lembre-se que um bom conteúdo é aquele feito para a pessoa certa, no momento certo.

Não escrever para uma pessoa

Bom, antes eu disse a importância das palavras-chave, certo? Acontece que muito dos redatores acabam exagerando no seu uso e em outras técnicas de SEO, pensando mais no buscador que no usuário. O que é um erro!

Seguir algumas dicas para otimização de conteúdo é uma ótima ideia e ajuda bastante para que seu artigo seja encontrado. Mas antes de tudo, é importante que seu texto esteja fluido e com boa leitura para o usuário.

Para entender o quão importante é isso, caso não consiga equilibrar as duas coisas (SEO e fluidez da leitura), priorize sempre o leitor. Garanta primeiro que seu artigo está bom de se ler, depois pense no resto.

Uma boa ideia é utilizar, como disse antes, a palavra-chave no título e primeiro parágrafo, já nos demais, opte por sinônimos e outras expressões similares. O Google é inteligente o suficiente para saber que tudo aquilo está relacionado – E você com medo da Skynet.

Não facilitar a leitura / escaneabilidade

Você sabe que a vida hoje em dia é corrida. As pessoas costumam ler quando encontram algum tempo, e, na maioria das vezes, vão direto ao que querem saber e já buscam outra coisa.

Portanto, um texto que não facilita a leitura certamente terá uma qualidade menor e certamente não será tão bem rankeado nos motores de busca. Para não correr este risco, lembre-se sempre de utilizar título e subtítulo corretamente e abuse de bullet points e listas.

Isso ajuda o usuário, que tem o conteúdo estruturado, facilitando para que ele encontre logo o que quer, além de ser mais fácil de ser compreendido. E ajuda também o buscador, uma vez que você estabelece uma ordem de importância das coisas e ele pode entender mais facilmente sobre o que é seu conteúdo.

Estes são alguns erros que percebi e tem comprometido a qualidade do que poderiam ser ótimos conteúdos para a Web.