Call to Action Marketing: descubra como aumentar o engajamento do seu público

Tempo de leitura: 5 minutos

Acredito que a primeira pergunta que você se fez ao ler este título foi: “O que significa call to action?”, certo? Bem, mesmo que eu esteja errada, algo chamou a sua atenção para dar continuidade à leitura desse texto e, se não foi o conceito não tão comum, foi o objetivo em promover mais interação do público aos conteúdos que você produz.

Assim como o título deste post foi importante para estimular a leitura deste conteúdo, no texto em si há algumas técnicas para estimular que o leitor interaja com ele. Pode ser um comentário, uma manifestação de que “curtiu” o texto, através de botões de compartilhamento em redes sociais, dar continuidade à leitura de outros posts do blog, dentre outros.

Por isso, hoje você aprenderá sobre o Call to Action Marketing, ou seja, as estratégias de marketing para chamada para a ação e como esta técnica pode ajudá-lo a fomentar interações nos textos desenvolvidos por você. Vamos lá?

Mas, afinal, o que é CTA?

Call To Action (CTA), assim como a tradução literal do termo indica, são chamadas para estimular ações dos usuários em determinado canal. Não é uma técnica restrita aos textos para a web. Pelo contrário, o termo é bastante difundido em outras áreas, como para as lojas virtuais, por exemplo.

As chamadas podem vir como botões, links ou texto, sempre acompanhadas por palavras de impacto, incentivando que a audiência aja conforme interesse definido por você, empresa, cliente, enfim. Elas são fáceis de identificar. Algumas vezes, são acompanhadas por verbos no imperativo. Em lojas on-line, por exemplo, você já deve ter reparado algumas chamadas como “compre agora!”, que seguem esta linha. Mas outras abordagens também são bastante utilizadas.

Neste texto, por exemplo, utilizei um CTA ao final da introdução, indicando o que seria aprendido se você atendesse a minha “chamada” para a leitura deste conteúdo. Conseguiu identificar? Nesta mesma parte do texto, poderia ser utilizado apenas um “Confira o que tenho para te ensinar’”, por exemplo, seguindo a questão abordada sobre os verbos no imperativo. Reconheceu este tipo de chamada em seus conteúdos?

Contudo, não somente com CTA na introdução o seu post vingará e terá a participação dos leitores pela qualidade do conteúdo! Com esta ação, você conseguiu o objetivo que todo redator (escritor, produtor de conteúdo, blogueiro, como queira) almeja com a introdução: fazer com que a audiência se interesse em dar continuidade na leitura. Mas se você pretende fomentar a interação, precisará conhecer outras CTAs para aplicar em seu texto.

Como usar o CTA?

Bastante comum no desenvolvimento de textos na web é a utilização de hiperlinks como CTAs — identificou no post? Esta técnica é usada para incentivar a permanência do leitor no blog.

Por sua vez, isso desencadeia outros objetivos como fidelizar a audiência, gerar autoridade para uma marca (que pode ser também o seu nome ou o domínio do blog, por exemplo), demonstrar a relevância do conteúdo do canal para o leitor e, em caso de blogs corporativos, até mesmo a conversão em venda.

Tudo dependerá de qual o objetivo do artigo, do blog e em quais palavras esses links estão associados — que é a forma de apelo pelo clique (chamada para a ação).

Fechando o texto com chave de ouro

Todo texto tem como parte da estrutura padrão uma conclusão. Ela serve para fechar o conteúdo com uma breve abordagem sobre o mote ou a defesa do seu texto.  A chamada para uma ação final torna-se fundamental para a interação. Ela pode concluir um texto ou fazer parte dessa conclusão. O tipo de CTA utilizado aqui também dependerá do objetivo do blog ou do post, especificamente.

Engajar discussões

Caso a intenção seja motivar discussões, você deve incluir uma chamada que leve o leitor a comentar o artigo lido ou o assunto abordado. Um convite para que o leitor deixe comentários ou compartilhe o post com os amigos, por exemplo, pode ser uma boa forma de fazer isto.

Fidelizar a audiência

Para fidelizar a audiência, instigando-a a voltar, a chamada poderá vir como uma frase indicando o artigo seguinte — pedindo ao público que acesse o blog novamente para conferir a próxima publicação — ou uma outra leitura complementar, por exemplo.

Levar tráfego ao site

Em blogs corporativos é comum levar tráfego a uma das páginas do site, que aborde um produto ou serviços que possuem correlação com o texto. Para isso, lembre-se de inserir o link para direcionar à página de interesse.

Gerar mais leads

Também é bastante usual que a chamada direcione o leitor a uma landing page, fomentando o download de um material rico (e-books ou whitepapers, por exemplo), assinatura de uma newsletter, a participação em uma pesquisa, a realização de uma pré-inscrição, dentre outros. Nesse caso, o objetivo é a geração de leads (contato de potenciais clientes).

Há também outras opções de CTA, como incentivar o compartilhamento do conteúdo em redes sociais, em busca de nova audiência. A chamada ideal vai do feeling do escritor para escolher a melhor opção que atenda o objetivo do texto ou do blog.

Ficou mais clara a importância das chamadas e como aplicá-las nos textos para a web que você escreve? Para desenvolver um artigo de sucesso, confira outras dicas aqui no blog (despedindo com outro CTA!).

 

Artigos relacionados