Quer captar audiência online - Não cometa estes erros

Quer captar audiência online? Não cometa estes erros!

Captar audiência através da produção de conteúdo para a internet requer, além de uma escrita criativa, atenção a alguns erros que você deve evitar.

Captar audiência através da produção de conteúdo para a internet requer, além de uma escrita criativa, atenção a alguns erros que você deve evitar.

Imagine que você é seu cliente, e seu maior objetivo nesse momento é captar novos clientes e fidelizar os clientes atuais.

O que você faria ao perceber que o conteúdo que você está comprando é repleto de links para artigos do seu concorrente? E se, além disso, ele possui uma linguagem inadequada para a persona? Ou as informações são irrelevantes para o leitor?

A insatisfação seria garantida, não é mesmo? Afinal, conteúdo relevante e superior à concorrência são aspectos fundamentais para uma estratégia de conteúdo!

Então, quais erros simplesmente não podem ser cometidos na tentativa de captar audiência online? Confira nossa lista:

1. Captar audiência sem fazer comarketing

Comakerting é, hoje, uma estratégia imprescindível para companhias que atingir públicos diversos, de uma vez, em cooperação com outras empresas.

Comarketing é, essencialmente, uma parceria. No universo do marketing de conteúdo, isso significa colaborar com outra empresa para a criação de conteúdos! Não somente isso, os esforços de promoção — bem como os resultados —, serão compartilhados também por uma audiência muito maior.

Isso significa que haverá mais tráfego de leitores para ambos os blogs, sites institucionais, aplicativos e redes sociais das empresas colaboradoras.

Basta perceber que YouTubers de sucesso fazem esse tipo de colaboração o tempo todo: produzem vídeos que são lançados concomitantemente em ambos os canais, sugerindo a sua audiência que confira ambos os conteúdos.

Quando eles não são concorrentes imediatos e há espaço para esse tipo de colaboração, os resultados podem ser supreendentemente positivos.

2. Deixar de linkar de fontes externas

Seu texto precisa se comunicar com o mundo. Em outras palavras, isso significa fazer referências às suas fontes de informação.

Afinal, para ser relevante, seu conteúdo precisa ser confirmado por estatísticas, referências confiáveis e estudos relevantes para o tema.

Ao trazer esse tipo de conteúdo para o leitor por meio de hiperlinks, haverá maior confiabilidade em relação às informações que você levantar. Além disso, seu texto será considerado mais valioso para aqueles leitores que querem aprofundar seus interesses e pesquisas.

Ou seja, é uma ótima forma de fortalecer os laços de confiança entre você e sua audiência, o que contribui para a frequência de leitura de um blog. Consequentemente, essa prática também serve para a fidelização de clientes.

3. Linkar o concorrente de seu cliente

Por falar em links externos, esse é um erro que você simplesmente não pode cometer. Tudo que seu cliente deseja, a partir de uma estratégia de marketing de conteúdo, é direcionar para seu site o tráfego de usuários interessados sobre determinado tema.

Se você, então, os envia para o site da concorrência, isso mina as chances de sucesso dessa estratégia. Para evitar que isso aconteça, é muito importante ler a pauta com carinho, especialmente os detalhes do cliente — que informam sobre os concorrentes diretos da empresa.

Ainda que você conheça seu cliente, muitas vezes escrevemos textos sobre temas variados, sem vinculação imediata com o produto ou serviço oferecido por ele. Por isso é fundamental saber quem pode e quem não pode ser linkado fora do universo de posts de seu cliente.

4. Não falar a língua de sua persona

Para captar audiência online e manter o interesse de seus leitores, é imprescindível conseguir se comunicar com sua persona.

Colocar isso em prática exige que você se atente para o perfil do leitor de seu texto em cada pauta que for produzida. Até porque elas podem mudar de uma pauta para outra, mesmo quando você escreve para um mesmo cliente.

Seu leitor exige um tom mais formal, como por exemplo, o CEO de uma empresa? Ou ele aceita o uso de gírias em um texto online, tal qual um jovem estudante? É possível utilizar um vocabulário mais técnico? Ou o leitor é leigo sobre o tema e precisa de maiores explicações quando termos específicos são citados?

Saber as respostas para essas perguntas te ajuda a definir exatamente a língua de sua persona e qual será a melhor abordagem na elaboração de seu texto.

5. Identificar erroneamente a persona de seu negócio

Em relação à persona, também é essencial que ela seja propriamente identificada para seu tipo de negócio. Esse é um estágio anterior ao desenvolvimento do texto, porque faz parte da elaboração da estratégia de marketing de conteúdo do cliente.

No entanto, é algo para o qual devemos nos atentar também quando escrevemos.

Afinal, quem é seu leitor? Ele tem interesse em temas mais práticos, que vão resolver problemas em seu dia a dia? Ou seu perfil é de alguém interessado em capacitação e conhecimentos de médio e longo prazo, vinculados a uma estratégia de fundo de funil?

Tudo isso contribui para a produção de textos mais adequados não apenas para sua audiência, como também para seu modelo de negócios.

6. Esquecer dos conteúdos altamente compartilháveis

Gerar engajamento dos leitores com o texto é sinal de que seu conteúdo realmente atingiu seu propósito. E, para medir esse engajamento, uma métrica interessante é o número de compartilhamentos dos seus textos.

Afinal, o compartilhamento é um sinal de que ela considera aquele conteúdo relevante não apenas para si mesma, como também para sua comunidade de amigos, colegas de trabalho, seguidores etc.

Por essa razão, é sempre importante criar textos pertinentes para o leitor e sua comunidade. Além disso, invista na elaboração de CTAs que engajem a persona e a incentive a compartilhar, comentar e efetivamente tomar uma atitude em relação ao texto que acabou de ler.

7. Fazer o mesmo que a concorrência

De que adianta você produzir coisas iguais à sua concorrência? No máximo, essa estratégia vai te ajudar a dividir a audiência online com outros competidores, mas não será um fator decisivo para o sucesso da estratégia de marketing do cliente.

Para realmente se destacar e desenvolver conteúdos cativantes, é preciso ir além do esperado, escrever conteúdos criativos e inovadores, com novas perspectivas. Não se acanhe, mesmo que seja um tema recorrente de muitos blogs online.

Para isso, vale a pena pesquisar o que outras fontes e referências têm postado, de forma a fazer diferente. Escreva textos únicos!

Com essa lista de erros em mãos, fica mais fácil saber o que deve ser evitado em sua próxima redação para a web. Ainda tem dicas e sugestões sobre como captar audiência online? Deixe sua contribuição aqui nos comentários! Participe!