exemplos de introdução

5 exemplos de introdução para você utilizar nos seus textos!

Suponha que você está iniciando a leitura de um outro post de blog. Agora, escolha qual dos três exemplos citados abaixo melhor representa um parágrafo introdutório de um texto para web:

Suponha que você está iniciando a leitura de um outro post de blog. Agora, escolha qual dos três exemplos citados abaixo melhor representa um parágrafo introdutório de um texto para web:

  1. “Introdução. A difícil tarefa de encantar o leitor.”
  2. “No universo do marketing de conteúdo, a introdução dos textos desempenha um papel de extrema importância. Logo após o título, ela será o primeiro contato dos leitores com o conteúdo produzido pelo redator, o que será decisivo para que estes prossigam ou não lendo o que está escrito. Diante disso, os redatores possuem o grande desafio de elaborar introduções relevantes e atrativas para prender seus leitores logo no primeiro momento, afinal, existe um conteúdo importante e preparado com carinho esperando por eles ao longo do desenvolvimento do texto.”

Ok, você nem deve ter lido o segundo até o fim, afinal já percebeu que é um exemplo de introdução longa e enrolada demais. Vamos então ao terceiro:

  1. “‘Recebi o briefing, li as referências, organizei todas as informações que precisava e, aí, justo na hora de escrever… não tinha ideia de como começar.’ Essa situação parece familiar para você?”

E aí? diante dessas três introduções, qual mais te atrairia até o final do texto? Se você respondeu a última, isso é um excelente sinal. Agora, continue acompanhando este post para conhecer 5 exemplos que vão te ajudar a prender a atenção dos seus leitores!

como-escrever-o-melhor-conteudo-para-blog-banner

Mas antes dos exemplos de introdução…

Existem algumas dicas que você precisa conhecer para fazer uma introdução chamativa. Prender os leitores logo na primeira frase pode parecer uma tarefa impossível, mas tudo fica mais fácil se você souber quem são esses leitores.

Para isso, é importante que você esteja atento à persona e tente se colocar no lugar dela: o que ela deseja? Do que ela precisa? E o mais importante, como o meu texto pode ajudá-la?

Outra dica é reforçar o convite para que o leitor continue lendo o texto até o fim. Termos como “confira”, “conheça”, e até o que usamos neste post, “continue acompanhando”, são ótimos para despertar a vontade das pessoas de descobrirem o que está por vir — e, claro, é muito importante que o restante do texto seja tão envolvente quanto a introdução.

Lembre-se também de inserir a palavra-chave do post no primeiro parágrafo da sua introdução. Além de ser uma prática importante de SEO, isso reforça a ideia principal do texto, mantendo os leitores focados.

Com essas dicas em mente, você terá uma melhor noção de como fazer uma boa introdução para o seu texto. Agora vamos aos exemplos:

1. O “miniguia”

Uma boa opção para conquistar quem está lendo é deixar claro o que será visto no texto. Excelente para posts mais longos, a introdução ao estilo “miniguia” vai listar os principais pontos do texto de maneira resumida, o que ajudará o leitor a decidir se aquele conteúdo é relevante para ele ou não.

O miniguia é um grande aliado para quem busca praticidade, seja um redator ou um leitor. Assim, lembre-se de não deixá-lo tão descritivo; você tem muito texto pela frente para explorar o conteúdo em detalhes, não precisa entregar o ouro assim de cara — mesmo porque você quer que as pessoas leiam até o fim, e não que elas descubram tudo na introdução e abandonem seu texto.

Neste post, por exemplo, poderíamos ter começado com uma pequena contextualização do problema do nosso leitor — não saber como fazer boas introduções — e ter feito a seguinte chamada:

“No post de hoje, você vai aprender algumas dicas básicas para fazer uma introdução atrativa, além de 5 exemplos para utilizar em seus textos.”

Assim, de maneira simples e objetiva, chamaríamos sua atenção para acompanhar o que está por vir e não teríamos explicitado a parte mais importante, desenvolvida ao longo do texto, que são os cinco exemplos de introdução.

2. O “amigo sincero”

Ainda focando a praticidade, chegamos à introdução “amiga sincera”. Se seu público tem pressa na hora de fazer as buscas, então nada melhor do que criar uma introdução sincera e objetiva para o seu texto.

No entanto, ser sincero vai muito além de não prometer o que você não pode cumprir. Uma dica interessante é que você comece a introdução apresentando um problema ao leitor e demonstre que você o entende.

Dependendo do tom da escrita, você pode até mesmo utilizar a primeira pessoa para se aproximar do leitor. Observe:

“Você sabe o que é produzir um conteúdo relevante, mas ser dispensado pelos leitores logo nas primeiras linhas? Nós também. Entretanto, ao modificar a forma de criar suas introduções, resolvemos esse problema de uma vez por todas!”

Esse exemplo de introdução é interessante porque várias pessoas procuram conteúdo na internet para resolver determinado problema, e a partir do momento que o seu texto mostra logo no início se poderá ajudá-las ou não, você já ganha pontos só por não atrasar a vida de ninguém.

É muito importante que você mantenha a sinceridade em todo seu texto, da introdução ao call-to-action. Você gostaria de ler este post até o final e sair sem nenhum exemplo prático de como fazer uma introdução chamativa? Com certeza não, e funciona da mesma maneira com os seus leitores.

3. O “contador de histórias”

Calma, você não precisa ser o Forrest Gump para que as pessoas ouçam tudo o que você tem a dizer. Para fazer uma introdução “contadora de histórias”, escreva como se estivesse narrando uma história — real ou fictícia, dependendo do teor do texto — e, se possível, faça perguntas para instigar quem está lendo.

Assim, contando a história sem revelar o final e chamando o leitor a refletir sobre o relato, você consegue ativar alguns gatilhos mentais dele, como a curiosidade e até a memória afetiva. Isso ajuda tanto na intimidade com o público quanto a despertar seu interesse no conteúdo todo. Confira como fazer isso no exemplo a seguir:

“Ana é redatora profissional, mas está um pouco desatualizada sobre as melhores práticas de introdução de textos. Ao utilizar essas dicas, seus textos passaram a gerar quase duas vezes mais tráfego do que antes.”

Você ainda pode ir além, dar espaço à sua criatividade e transformar seu pequeno relato em um storytelling, o que ajudará a manter o caráter de “história contada” ao longo de todo o texto e te motivará a criar uma narrativa consistente.

4. A “boa anfitriã”

Tem jeito melhor de ser recebido do que com um sorriso no rosto, um abraço e um café para tomar? Quando nos sentimos acolhidos, direcionamos toda a nossa atenção para quem nos recepciona.

Com a introdução “anfitriã” é mais ou menos assim. Imagine seu texto como a sua casa, e o leitor é um amigo que está com problemas e vai te visitar. Veja:

“Se você precisa de uma solução definitiva para introduzir os seus textos, pare de se preocupar agora mesmo. No post de hoje, você aprenderá todo o necessário para produzir introduções matadoras, além de poder compartilhar todas as suas dúvidas conosco!”

A introdução anfitriã cria uma intimidade com o público para despertar seu interesse em ler o texto até o final.

Utilizando a segunda pessoa do singular, expressões características à persona e uma linguagem mais próxima, você pode mostrar até aos leitores mais exigentes que sabe como resolver o seu problema.

Além de gerar credibilidade, esse tipo de introdução proporciona uma leitura bastante fluida.

5. A “autoridade no assunto”

Falando em credibilidade, alguns textos mais específicos podem aproveitar bastante nosso último exemplo. A introdução de “autoridade” é aquela que apresenta dados de pesquisa ou relatos de especialistas para o leitor, buscando gerar mais confiança para que ele acompanhe o conteúdo até o fim.

Textos relacionados a temas mais complexos são ótimos para utilizar essa dica. Imagine que você é um investidor de uma grande empresa lendo um artigo sobre a bolsa de valores: você confiaria mais em um conteúdo com dados de fontes confiáveis ou em um texto cheio de achismos, sem o mínimo embasamento teórico?

Isso vale até mesmo para personas mais informais. Afinal, é sempre interessante adicionar uma fonte que tenha autoridade no assunto para cativar seu leitor. Assim, utilizando sempre boas referências, a sua própria imagem como autoridade vai sendo construída. Por exemplo:

“Em média, cada usuário lê apenas 20% do conteúdo de um texto. Qual é a sua desculpa para não investir em um conteúdo atrativo desde a introdução?”

Agora que você já tem as principais dicas e cinco exemplos valiosos para fazer uma boa introdução, não se esqueça de colocar a mão na massa. Tão importante quanto ler e reunir referências é praticar.

Portanto, em seus próximos textos, explore todos os exemplos até pegar o jeito de cada um. Com criatividade e prática, rapidamente você fará introduções implacáveis, para especialista nenhum botar defeito!

Tem mais exemplos de introdução que você gosta de usar? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

como-escrever-o-melhor-conteudo-para-blog