Tudo o que você precisa saber sobre os principais tons de escrita

Tudo o que você precisa saber sobre os principais tons de escrita

Há infinitas maneiras de dizer a mesma coisa. Ao escrever um texto, saber qual é a maneira correta de comunicar a sua mensagem é tão importante quanto a mensagem em si. Hoje, veremos mais sobre o que é o tom de um texto e como escolher corretamente o seu.

Há infinitas maneiras de dizer a mesma coisa. Ao escrever um texto, saber qual é a maneira correta de comunicar a sua mensagem é tão importante quanto a mensagem em si. Hoje, veremos mais sobre o que é o tom de um texto e como escolher corretamente o seu.

O primeiro conceito que deve ficar claro é que estilo e tom não são a mesma coisa. Dois autores diferentes, usando o mesmo tom para falar sobre um mesmo assunto ainda o farão de forma diferente. Estilo é um padrão coerente do uso das mecânicas da palavra escrita e da linguagem empregado por um determinado escritor, ou grupo.

O estilo de cada profissional é desenvolvido ao longo de anos de prática e não é necessariamente reconhecível à primeira vista. Para reconhecer um estilo é preciso que o leitor tenha um conhecimento prévio, prático ou teórico. Pense no estilo como sendo o sotaque, o conjunto de trejeitos e maneirismos que você consegue identificar na fala de alguém que conhece bem.

O tom, por outro lado, não é construído nem se manifesta da mesma maneira. O tom de um texto não depende das características e experiências de quem escreve, mas sim de um posicionamento — que deve ser consciente — do escritor. Tom é a atitude do locutor em relação ao leitor. Isto se reflete na escolha do vocabulário e na construção das frases e parágrafos. Ao contrário do estilo, que precisa ser desenvolvido, o texto sempre tem um tom predominante, mesmo que a escolha não seja deliberada.

Conheça os principais tons

Não existe uma separação formal absoluta de quantos tons existem e quais são.  Além disto, estes tons podem ser combinados e misturados, de forma a obter o máximo efeito. Vou ilustrar comunicando a mesma mensagem através de cada um — licença poética inclusa, se me permitem. A mensagem será a famosa (e possivelmente fictícia) cena onde Newton compreende a gravitação universal quando uma maçã cai na sua cabeça. Veja só:

Objetivo

A característica principal do tom objetivo é que ele se mantém neutro, sem adotar nenhum lado da discussão ou defender algum ponto específico. Assim, é útil ao tratar de assuntos controversos, pois tem menor chance de incomodar o leitor.

“Após ser atingido por uma maçã, Newton diz ter compreendido a força da gravidade”.

Formal

Também chamado de tom profissional ou acadêmico, o tom formal comunica credibilidade, mas mantém uma certa distância do leitor. Por isso, só são usadas a terceira pessoa e gramática e ortografia cultas.

“Atingido na cabeça por uma maçã, Newton chegou a uma conclusão”

Não é este Tom formal. Imagem por iCollector http://www.icollector.com/Tom-and-Jerry-The-Cat-Concerto-original-hand-painted-publicity-cel-set-up_i11538122

Não é este Tom formal. Imagem por iCollector 

Jornalístico

É uma combinação de texto formal e objetivo. Sua função é comunicar um fato, não formar opinião. Na prática, percebemos que a maior parte dos textos jornalísticos se abstém da objetividade, entretanto. Basta perceber como dois jornais diferentes comunicam um mesmo fato para concluir que, mesmo alegando o contrário, a maior parte deles carrega e defende opiniões misturadas aos fatos.

“De acordo com o relato, Newton analisava o problema sob uma macieira quando foi atingido por uma maçã (…)”

Entusiasta

O que define este tom é um posicionamento energético muito positivo em relação ao assunto. O texto entusiasta comunica confiança e autoridade. Por isso, é muito usado para o lançamento de produtos, anúncios contendo boas notícias e cartas de recomendação.

“Ao brilhante cientista, bastou a queda de uma maçã para compreender a lei da Gravidade!”

Fantástico

Normalmente restrito à ficção e produção pessoal, autoral, pelo seu uso livre de figuras de linguagem como comparação por símile, hipérbole e metáforas.

“Como que por providência dos astros, ávidos por compreensão, atingiram-lhe a cabeça com o fruto do conhecimento”.

Persuasivo

Típico de colunas de opinião e textos de marketing. Seu objetivo é convencer o leitor a fazer alguma coisa ou escolher determinado posicionamento.

“Deve-se reconhecer a genialidade de Newton, por resolver um problema tão complexo a partir de observação tão mundana.

Reservado

O tom reservado é muito adequado para assuntos sensíveis ou muito polêmicos, pois comunica um senso de respeito profundo do escritor. Nele, omitem-se propositalmente algumas informações e opiniões.

“Conta-se que o cientista concluiu sua tese observando as frutas que caíam no pomar”.

Comentário

É um tom mais informal, onde a opinião do escritor é comunicada claramente. Entretanto, em tom de comentário são evitados exageros e posições muito fortes, de forma a deixar o leitor tomar a sua própria decisão. É o tom de reviews e editoriais.

“Newton sabiamente concluiu que as maçãs eram atraídas pelo planeta, por isso caíam.”

Conversa

É uma forma de escrita mais próxima da fala, usado em emails pessoais e mídias sociais. Contrações, emoticons e gírias são aceitas sem maiores problemas. É uma comunicação mais pessoal.

“Já perceberam o quanto Newton era genial por ter chegado a esta conclusão observando uma simples maçã?”

Com o escolher o tom adequado

O fator determinante na decisão do tom de um texto é o seu objetivo. Não podemos reforçar o suficiente o quanto isto é importante: todo texto tem um objetivo.

Não existem melhores ou piores tons de escrita, apenas os mais adequados para cada situação. Transportando novamente o exemplo para a língua falada, imagine que você quer conversar sobre um filme que assistiu recentemente e gostou muito. Dependendo da situação, a mesma mensagem (gostei muito do filme X) precisa ser passada de maneira completamente diferente. Tenho certeza que você não fala sobre filmes com o seu chefe, seus amigos e família da mesma maneira. O tom adequado depende então de um entendimento claro do redator de qual é a mensagem e quem é o público que a receberá.

Boa parte da eficácia dos seus artigos depende da escolha correta do tom. Faça esta escolha conscientemente, focado no seu objetivo e terá começado com mais chances de sucesso, antes mesmo de escrever a primeira palavra.

Você conhece algum outro tom de escrita interessante? Deixe nos comentários as outras possibilidades de tom para escrever textos para a web.

Curso de Produção de Conteúdo